Este evento está CANCELADO por ordem municipal (motivo da pandemia do covid-19), será estudada uma nova data e divulgada com antecedência!

Agradecemos o entendimento de todos!

2° Seminário de Danças Tradicionais e Música

________________________________

GRATUITO

________________________________

 

4 e 5 de abril de 2020

Centro Multiuso de Abdon Batista

A DANÇA GAÚCHA

MERECE ESTUDO…

O Seminário de Danças Tradicionais e Música será um encontro com estudiosos das Danças Tradicionais Gaúchas pesquisadas por J.C. Paixão Côrtes (em memória) e L.C. Barbosa Lessa (em memória), observando as considerações mais importantes como passos fundamentais, Gerações Coreográficas, correção musical e avaliação em concursos artísticos, convidando participantes para a prática dos temas em que haja necessidade.

Inscrição 

Todos os campos* são obrigatórios.
Nome

CPF

RG

Telefone com DDD

Email


Entidade que representa

Aguarde, Não recarregue a página!

RESERVA PARA ALIMENTAÇÃO: 49 98856-0121 c/ Osni

ALOJAMENTOS E HOSPEDAGEM: 49 988109522 c/ Giovani

Programação:

Dia 4 de abril (sábado)

  • 9h – Recepção e Credenciamento;
  • 10h – Discussão: Gerações Coreográfica – Dança e Música
  • 11h – Discussão: A música nas Danças Tradicionais – Considerações técnicas, interpretativas e históricas;
  • 12h – Pausa para almoço (livre)
  • 14h – Danças Tradicionais: Considerações coreográficas, considerações musicais, interpretação e avaliação;
  • 17h – Pausa Para o Lanche
  • 17h30min – Continuação das Atividades;
  • 20h – Jantar por adesão (R$25,00 por pessoa antecipado)
  • 21h30min – Apresentação do Regulamento Oficial e das Comissões Avaliadoras do 3º Rodeio Artístico Nacional de Abdon Batista e 8º Celeiro da Poesia;

 

 

Dia 5 de abril (domingo)

  • 8h – Café da Manhã
  • 9h – Danças Tradicionais: Considerações coreográficas, considerações musicais, interpretação e avaliação;
  • 12h – Almoço por adesão (R$25,00 por pessoa antecipado)
  • 13h30min – Continuação das Atividades
  • 16h – Outras Considerações;
  • 17h – Encerramento

Danças Tradicionais Gaúchas

  1. Tatu com Volta no Meio
  2. Tirana do Lenço
  3. Tiirana do Ombro
  4. Anú
  5. Sarrabalho
  6. Vanerão Sapateado
  7. Balão Caído
  8. Balaio
  9. Chimarrita Balão
  10. Chico Sapateado
  11. Rancheira de Carreirinha
  12. Caranguejo
  13. Queromana
  14. Queromaninha
  15. Rilo
  16. Chimarrita
  17. Pezinho
  18. Maçanico
  19. Cana Verde
  20. Chotes de Sete Passos
  21. Chotes de Sete Voltas
  22. Chotes Inglês
  23. Chotes de Ponta e Taco
  24. Chotes dos Dedinhos
  25. Chotes de Par Trocado à Moda da Fronteira
  26. Chotes de Par Trocado à Moda Serrana
  27. Chotes de Par Trocado em Roda à Moda Serrana
  28. Chotes de Par Trocado em Roda à Moda do Litoral
  29. Chotes Carreirinho
  30. Chotes Afigurado (figuras do “Achegas”)
  31. Chotes de Duas Damas
  32. Sarna
  33. Graxaim
  34. Mazurca de Carreirinha
  35. Mazurca Galopeada
  36. Mazurca Marcada
  37. Havanera Marcada
  38. Valsa do Passeio
  39. Valsa de Mão Trocada
  40. Pau de Fitas
  41. Jardineira
  42. Pericón
  43. Meia Canha
  44. Chorosa
  45. Vinte e Quatro
  46. Vanerão Sapateado
  47. Faca Maruja
  48. Dança de São Gonçalo do Amarante
  49. Herr Schmidt

PALESTRANTES

WhatsApp Image 2020-03-06 at 10.39.30

Paulo Cesar Bigaton

Empresário e administrador de empresa. Tradicionalista com participação em mais de 40 cursos de indumentária e danças gaúchas, ministrados pelo pesquisador e folclorista João Carlos Paixão Côrtes, a partir de 1993. Avaliador desde 1999, com experiências no FEPART no Paraná, FECART em Santa Catarina e Rodeio de Vacaria, muitos desses eventos, na companhia do próprio Paixão.

Recentemente, foi membro da equipe avaliativa do FEGADAN nas etapas 2017 e 2018. No ano de 1996, foi um dos fundadores do Conjunto Folclórico Os Riograndenses, permanecendo como instrutor em parceria com sua esposa Gabriela Haas Bigaton por 21 anos. Com o elenco dos Riograndenses, auxiliou na divulgação de novos temas de pesquisa, bem como a maneira correta do vestir, sempre de acordo com as obras do pesquisador. Conquistou premiações significativas em festivais e rodeios dos três estados do sul do Brasil, participando também de importantes festivais internacionais de folclore, tendo a oportunidade de levar a dança gaúcha a diversos países como Paraguai, Uruguai, Peru, Portugal e França.

Gabriela Haas Bigaton

Professora, advogada, gaúcha, tradicionalista. Participa desde a infância do movimento artístico tradicionalista gaúcho, dançando em invernadas de escolas e centros de tradições. Em 1993, participou pela primeira vez em um curso do pesquisador e folclorista João Carlos Paixão Côrtes, identificando-se imediatamente com os aspectos apresentados sobre o dançar gaúcho, tendo desde então, participado de mais de 40 cursos com o citado folclorista. 

Instrutora de danças desde 1994, em 1996, como coparticipante, idealizou a formação do Conjunto Folclórico Os Riograndenses, onde foi instrutora em parceria com seu marido Paulo Bigaton por 21 anos. Fez parte da comissão avaliadora de diversos eventos em Rio Grande do Sul e Santa Catarina, tendo participado em mesas julgadoras com Paixão Côrtes. Com a dança gaúcha representou o Brasil em festivais de folclore em diversos países, tais como: Paraguai, Uruguai, Peru, Portugal e França, tendo palestrado sobre indumentária gaúcha em Paris.

WhatsApp Image 2020-03-06 at 10.39.15

Cristiano da Silva Barbosa

Natural de Vacaria, formado em Matemática e Física, pela UCS, Pós-Graduado em Gestão e Administração Escolar na Universidade Castelo Branco – Curitiba/PR. Instrutor do CTG Cancela do Imigrante de Antônio Prado/RS, CTG Rincão da Roça Reúna de Veranópolis/RS, CTG Rincão da Alegria (Veterana) de Santa Cruz do Sul/RS e CTG Patrulha do Oeste de Uruguaiana/RS. 

Auxiliou na edição dos livros “Na Roda dos Folguedos Guascas” (1ª e 2ª edição), “E Dê-le Chotes Parceiro”, de J.C. Paixão Côrtes. Integrou o Departamento Técnico da CBTG por doze anos, e MTG-RS por três anos. Integrante da Comissão Gaúcha de Folclore. Autor dos Livros: “Tropeirismo Biriva, história, canto e dança”/2016, “Bailar Gaúcho – Entre a Técnica e o Sentir”/2017, “Valsas e Valsados de Antigamente” com Toni Sidi Pereira/2017, “Nossas Lendas, de pai para filho”/2018. “Ensaios Sobre o Povo Gaúcho, Folclore, Bailes e Costumes e Meia Canha” com Pedro Jr. da Fontoura e Jefferson Camilo.

sá

Eduardo de Sá

Trabalhou ao lado e a convite de grandes personalidades do meio tradicionalista. Por exemplo: João Carlos D’Ávila Paixão Cortês, e Moacir Gomes dos Santos. Participou de diversos cursos musicoreograficos, com os folcloristas acima citados. Experiência como Instrutor desde 1998. Trabalhou nos Centros de Tradições Gaúchas Amigos da Querência, Coxilha do Quero-Quero e Tropeiros do Oeste.

WhatsApp Image 2020-03-06 at 10.39.32

Rogério José da Cruz

Instrutor de Danças Tradicionais desde o ano 2000, atuando em entidades como: GAN Sepé Tiaraju, CTG Os Praianos, CTG Boca da Serra, e Grupo de Tradição e Cultura Os Guapos e CTG Guido Mombeli. Ativo em diversos cursos de danças ministrados por João Carlos D’avila Paixão Côrtes e Moacir Gomes, assim como os demais colaboradores. Avaliador de diversos eventos, de âmbito estadual, nacional e internacional, nos estados de Paraná, Santa Catariana e Rio Grande do Sul.

WhatsApp Image 2020-03-06 at 10.39.29

Jo Klanovicz

Jo Klanovicz é historiador (doutor em História, UFSC, 2007, com pós-doutorado em História Global, Freie Universität Berlin, 2017) e violinista. Como historiador, tem trabalhado com história agroambiental e história indígena. Como músico, tem ampla experiência em músicas folclóricas, atuando em grupos musicais de invernadas artísticas desde 1996 em Santa Catarina, no Rio Grande do Sul e mais recentemente no Paraná. Como músico, auxiliou no registro atualizado de danças tradicionais em obras de João Carlos D’Ávila Paixão Cortes e Moacir Gomes dos Santos. Atualmente tem se interessado pela musicologia das danças tradicionais gaúchas.